"Abrindo..."

Aposentado ganha carro em rifa e devolve a mulher doente para ajudar

Aposentando devolve carro em rifa
Fotos: reprodução / Youtube

Margarete Mormul, de Londrina - PR, uma mulher que trabalhava com seu carro, tinha tumores na cabeça, e resolveu fazer uma rifa para conseguir dinheiro para seu tratamento.

Ela rifou a única coisa que tinha para trabalhar: seu carro. Ela era motorista particular. O carro era avaliado em R$ 20 mil, e ela vendia as rifas por R$ 20 reais. Foram dois meses vendendo as rifas, até que ela fez o sorteio.

O ganhador, Célio Pereira de Carvalho, se recusou a ficar com o carro e quando recebeu as chaves, devolveu para Margarete.

Célio conta que comprou a rifa para ajudá-la, que ela precisava do dinheiro para fazer uma cirurgia. “Sabia que ela usava o carro para trabalhar, que era a única fonte de renda dela. Quando comprei quatro rifas prometi que se ganhasse não ficaria. O meu objetivo era ajudar e não ficar com o prêmio”, conta o aposentado.

“Sabia que ela usava o carro para trabalhar, que era a única fonte de renda dela”

Ela até foi em programa de televisão para pedir ajuda. “Quando descobri foi muito difícil, faltou chão. Não desisti da vida e decidi leiloar o carro que utilizava para trabalhar, era motorista particular. A maioria das pessoas disse que devolveria o carro caso ganhasse. Mas, quando o Célio disse que não ficaria, me devolveu as chaves, eu tremia de emoção. Sou muito grata”, disse Margarete.

Margarete fez a cirurgia, retirou os tumores e chegou a ficar em coma na UTI do hospital Santa Casa. Os médicos chegaram a dizer que ela não resistiria, mas Margarete venceu!

“Deus me devolveu a vida e o carro, sou muito grata. Tive o milagre de ficar bem, de poder tocar a vida novamente”, completou Margarete.

“Ela é um milagre de Deus! Queremos agradecer a todas as pessoas que rezaram por ela e ajudaram”, conta a mãe de Margarete.

“Para ajudar alguém a gente dá até o sangue. A gente nunca deve fazer o bem cobrando receber algo em troca” - Célio de Carvalho

Confira o vídeo: