"Abrindo..."

                    4 de Julho é a data mais importante para os Estados Unidos, marca a independência das 13 colônias contra o império britânico em 1783. Todos os estados americanos entram em festa, mas o que chamou a atenção é a nova tradição norte-americana, “Calming the Canines” ou Acalmando os Caninos, é uma ideia idealizada pela MCACC Cuidado e Controle de Animais do Condado de Maricopa. Ano passado dois abrigos em Phoenix, no Arizona, reuniram mais de 300 pessoas para acalmar os cãezinhos assustados com os fogos de artifício.

                    Segundo a MCACC, ano passado, os voluntários criaram laços tão fortes que voltaram para prestar assistência e até adotar os cachorrinhos do abrigo.

                    Amy Engel, administradora da página AZ Dawg Saverz, foi um dos voluntários do último “Calming the Canines” e afirma que esse ano não perderia o encontro por nada. “Foi muito impressionante, porque os cachorros realmente amam receber atenção e estavam focados nas pessoas, não nos fogos de artifício do lado de fora.” comentou Amy em uma postagem no facebook.


                    O Rádio e Site americano K94.5 dá dicas de como manter seu pet seguro enquanto os fogos estão rolando.

                    Deixe seu pet em casa. Muitas pessoas gostam de levar seus cachorrinhos para as festas de fim de ano e feriados, o que não é uma boa ideia, quando os fogos começam é provável que ele surte e saia correndo colocando sua vida em risco.


                    Providencie um local seguro de barulhos. Deixe algum guarda-roupa ou algum lugar seguro onde seu cachorrinho possa se esconder e se sentir seguro dos barulhos.

                    Faça exercícios com seu pet. Se durante o dia você realizar exercícios físicos com seu pet e esgotar suas energias, há uma chance de que seu pet pegue no sono e esteja dormindo na hora do barulho.

                    Identifique seu pet. Nos feriados e finais de ano é muito comum vermos cachorrinhos perdidos nas ruas e em anúncios das redes sociais. Nos Estados Unidos é utilizado o microchip com rastreio aqui no Brasil essa prática ainda é desconhecida, mas podemos utilizar coleiras ou apetrechos com nossas informações para identificar o endereço e o telefone a qual o cachorrinho pertence.

                    Gostou da ideia e das dicas? Nos ajude a continuar, curta a nossa página, comente e principalmente Compartilhe as publicações para ajudar no alcance e claro para que novas postagens como essa cheguem a você.